Weby shortcut
Topo

Teorias e Práticas da Performance

Atualizado em 14/11/17 16:44.

Professores:

  • Daniel Christino
  • Lisandro Nogueira
  • Márcio Penna Corte Real
  • Roberto Abdala Júnior
  • Robson Corrêa de Camargo
  • Sainy Coelho Borges Veloso
  • Sebastião Rios
  • Luciana Hartmann

Ementa:

Teorias e Práticas da Performance

Esta linha de pesquisa reúne pesquisadores que investigam a temática das performances culturais, tendo como eixo suas complexas e dinâmicas cartografias teórico-conceituais. Esta linha de pesquisa procura se estruturar na sistematização, entendimento, análise e tradução do trabalho de seus principais teóricos, assim como colocar a prova estas reflexões frente aos objetos de pesquisa determinados. Com o objetivo de compreender a diversidade de expressão humana, em uma visão transcultural, transversal e interdisciplinar, procura-se analisar os trabalhos de Milton Singer, Robert Redfield, Erwin Goffman, da antropologia interpretativa e dos tratados sobre drama social de Turner, da antropologia e do teatro de Richard Schechner, do “drama” de Lev Vigotski, da experiência de William James e John Dewey, da teatralidade de Nicolas Evreinov e de como estes investigadores se relacionam com seus múltiplos objetos de pesquisa e em seus múltiplos diálogos.

O campo interdisciplinar das performances culturais, afina-se, em sua expansão, com os estudos de antropologia teatral e cultural, da história cultural, da performance art, da semiótica, da estética, da psicanálise e artes corporais, bem como com diversas pesquisas no campo educativo (Teixeira, 2007). Nascendo do encontro entre diversas áreas, em suas origens diversas envolvem discussões que se desenvolvem em interstícios, linhas tênues que alargam campos epistemológicos forçando-os à reflexão multiperspectivada de temas que promovem a necessária interpelação e interação entre fronteiras de conhecimento.

Pesquisar estas origens, identificando, de forma dinâmica, princípios comuns entre esses estudos, é tarefa da investigação. Partindo dessa constatação e, atentos às práticas performáticas que lhes são próprias, os estudiosos desta linha preocupam-se em discutir as genealogias conceituais a respeito do tema, bem como suas associações interdisciplinares, por meio da relação estabelecida, desde as origens, com os estudos culturais e incursões no campo artístico e antropológico, dentre outros.

As investigações que compõem esta linha de pesquisa, articulam, portanto, pesquisas que contribuem com a análise dos arcabouços teóricos que sustentam a investigação das performances culturais em sua diversidade, explorando as principais áreas de pesquisa em que se desenvolvem, e na problematização, a partir de seus sentidos pluri ou mesmo (anti)disciplinares, das questões teórico-metodológicas de fundo que orientam os estudos dessa natureza.

Compreendem, desta forma, os estudos das performances culturais como investigação conceitual em pesquisas sobre folclore e festas populares, discussões em torno da temática das performances culturais em críticas de arte, trabalhos com foco em performances visuais e cênicos, bem como propostas que tratam de estudos que envolvem a relação da temática das performances com processos educativos.

Performances do cotidiano e dramas sociais, expressos de forma visual, literária, ritual ou cênica que se preocupem com aspectos conceituais da temática, fazem parte do conjunto de preocupações dos pesquisadores que compõem esta linha de pesquisa.

 

Listar Todas Voltar